3-4-Como ajudar um funcionário ou colega que sofre de enxaqueca_

Quem é paciente sabe bem, mas a afirmação é sempre importante: enxaqueca não é só uma dor de cabeça, daquelas que todas as pessoas já tiveram e que some até sem medicação.1

Pesquisas indicam que 15% da população do planeta sofre com crises da doença, que é a terceira mais comum no mundo.2,3 Como atinge principalmente quem tem de 35 e 40 anos, compromete uma boa parte da vida profissional e é responsável por insegurança no ambiente de trabalho, aproximadamente 67% dos pacientes precisam cancelar compromissos e reuniões e 15% dos pacientes acreditam que terão menos chances de uma promoção.4

Desta forma, é importante que gestores, colegas de trabalho e a área de recursos humanos estejam atentos, saibam como lidar e ajudar um colega ou funcionário que, além da pressão comum a quase todos os empregos, sofre com as crises da doença.5

Conheça algumas dicas para ajudar um colega ou funcionário que vive com enxaqueca!

  • Estimule o paciente a fazer visitas regulares ao neurologista. O acompanhamento com um neurologista é fundamental para que seja feito o tratamento adequado. Além disso, mais da metade de quem tem a doença sequer está diagnosticado.6 Aqueles que não estão em tratamento podem ter a doença agravada, inclusive por conta do abuso de analgésicos.7
  • Ofereça um espaço de trabalho mais confortável. Luzes fortes, barulho e cheiros intensos podem incomodar e até desencadear crises de enxaqueca.8 Para ajudar, procure consultar o funcionário, ver como o espaço poderia ficar mais adequado às suas necessidades. Converse e veja se ele precisa de um ambiente mais silencioso, livre de odores excessivos ou com luminosidade reduzida.8
  • Seja compreensivo. Pessoas que sofrem com enxaqueca rendem mais quando se sentem compreendidas.7 Não levar a sério o impacto das dores de cabeça latejantes pode aumentar o nível de estresse e até ocasionar novas crises.5
  • Estimule uma política de home office e horário flexível. Quando a presença no escritório não for imprescindível, considere a possibilidade de oferecer ao funcionário que tem crises de enxaqueca a possibilidade de trabalhar em casa, ou em horários flexíveis. Se o ambiente for mais adequado, o rendimento e a produtividade podem melhorar, com a vantagem para os dois lados de reduzir a chance de faltas.8

Se tiver dúvidas, entenda o que é enxaqueca e como lidar com os dias de crise. Informação é a melhor arma para lidar e combater a doença.


Referências

1. Migraine overview. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/PMH0072557 Acesso em março de 2019.
2. Global Burden of Disease Study 2016. Lancet .2017;390:1211-125.
3. Migraine Research Foundation. Migraine facts. Disponível em: https://migraineresearchfoundation.org/about-migraine/migraine-facts Acesso em março de 2019.
4. Migraine.com. Migraines and work. Disponível em: https://migraine.com/living-with-migraine/migraine-and-work/ Acesso em março de 2019.
5. Migraine Research Foundation. What is migraine? Disponível em: http://migraineresearchfoundation.org/about-migraine/what-is-migraine/ Acesso em março de 2019.
6. MedPage Today. Medication overuse headache: is it overblown? Disponível em: https://www.medpagetoday.com/meetingcoverage/ahs/76467 Acesso em março de 2019.
7. Upper Cervical Awareness. An Employee’s Guide to Workers with Migraines. Disponível em: https://uppercervicalawareness.com/employers-guide-workers-migraines/ Acesso em março de 2019.
8. Migraine trust. Common triggers. Disponível em: https://www.migrainetrust.org/about-migraine/trigger-factors/common-triggers/ Acesso em março de 2019.