diagnostico-da-enxaqueca
Share

Se você está tendo dores de cabeça regulares ou outros sintomas suspeitos de serem enxaqueca, é importante consultar um médico e obter um diagnóstico adequado.1 O neurologista é o médico especializado em tratar distúrbios e doenças do cérebro, medula espinhal, nervos e músculos, incluindo a enxaqueca.

O diagnóstico adequado pode excluir a presença de uma doença mais grave e ajudá-lo a ter um melhor tratamento. Caso você seja diagnosticado com enxaqueca, o tratamento poderá ajudar a prevenir a ocorrência de alguns ataques e controlar os sintomas com mais eficácia.1

Passo a passo do diagnóstico da enxaqueca

O diagnóstico da enxaqueca é considerado um diagnóstico de exclusão. Isso significa que, para diagnosticar a enxaqueca, outras possíveis causas dos sintomas devem ser descartadas ou excluídas.2

Geralmente, o seu clínico geral pode fazer o diagnóstico, e você também pode consultar um médico especializado no tratamento de dores de cabeça (neurologista). O médico irá realizar o diagnóstico com base no seu histórico médico, sintomas e um exame físico e neurológico.3 Ele procurará saber sobre as características das dores de cabeça (por exemplo, com que frequência elas acontecem, quão severa é a dor, quais sintomas acompanham), qual o efeito que as dores de cabeça têm nas suas atividades cotidianas e se existe história de dores de cabeça na família.1,2

De acordo com a Sociedade Internacional de Dores de Cabeça, podem ser utilizados alguns critérios para o diagnóstico da enxaqueca sem aura ou com aura.

 Outros exames para o diagnóstico da enxaqueca

Outros exames podem ou não ser realizados para excluir outras causas para as crises de dor de cabeça, como:2,3

  • Ressonância magnética
  • Tomografia computadorizada
  • Exame de sangue e urina
  • Raio x sinusal
  • Eletroencefalograma
  • Exame óptico
  • Punção lombar

Quando você for consultar um médico para falar sobre suas dores de cabeça, você deve dar informações bastante detalhadas sobre seus ataques. Portanto, manter um diário sobre as crises de enxaqueca pode ser muito útil para ajudar a ter um diagnóstico adequado, e consequentemente um melhor tratamento.2


Referências

1. The Migraine Trust. Disponível em: https://www.migrainetrust.org/living-with-migraine/seeking-medical-advice/diagnosis/ Acesso em abril de 2018.
2. com. Migraine Diagnosis. Disponível em: https://migraine.com/migraine-diagnosis/ Acesso em abril de 2018.
3. Mayo Clinic. Diagnosis. https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/migraine-headache/diagnosis-treatment/drc-20360207 Acesso em abril de 2018.
4. Therapeutic Advances in Chronic Disease. The diagnosis and treatment of chronic migraine. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4416971/ Acesso em abril de 2018.
5. International Headache Society. Classificação Internacional de Cefaleias. Disponível em: https://www.ichd-3.org/wp-content/uploads/2018/01/The-International-Classification-of-Headache-Disorders-3rd-Edition-2018.pdf Acesso em junho de 2018.

Share