1-10-enxaqueca-por-uso-excessivo-de-analgesicos

Para superar a dor de cabeça mais e mais a cada dia é preciso ficar atento a quantas vezes você recorre aos analgésicos. Pode parecer estranho, mas o uso excessivo desse tipo de medicamento pode piorar ainda mais o quadro, podendo até levar à enxaqueca crônica. Dependendo do tipo de medicação, o uso por mais de 10 dias ao mês pode provocar o que se chama de cefaleia por uso excessivo de medicamentos.1

A contribuição do uso excessivo de analgésicos para a enxaqueca é tamanha que estima-se que até metade dos pacientes têm a doença (ou o agravamento do quadro) por conta do uso abusivo desses remédios.2 A piora não é o único risco da ingestão exagerada do medicamento sem acompanhamento adequado: há também o risco de dependência para alguns medicamentos específicos, como os opióides.2 Então, que tal conversar com um médico especialista para usar corretamente estas medicações?

O tratamento

Para pacientes que já estão em um quadro de enxaqueca provocada pelo uso excessivo de analgésicos, é comum que o medicamento seja retirado, mas apenas sob a indicação do médico, de preferência fazendo um acompanhamento com neurologista. Ele quem determina que o uso seja interrompido para que seu corpo fique “limpo”.1

A boa notícia é que a maioria dos pacientes “intoxicados” pelos analgésicos consegue reverter o quadro para crises eventuais depois de fazer um tratamento bem-sucedido. Há, no entanto, um grupo de pacientes cujas dores não cessam mesmo depois do processo de desitoxicação.2 Por isso a automedicação nunca é recomendável!

Quando iniciado o tratamento contra a cefaleia por uso excessivo de medicamentos (em inglês é usada a sigla MOH, de migraine overuse headche, para este processo), os pacientes precisam saber que, antes da melhora, é esperada uma intensificação nas dores de cabeça, justamente pela dependência criada pelos analgésicos no organismo.4 Podem surgir sintomas como náusea, vômito, insônia, cansaço e constipação.4 É o médico quem decidirá se o tratamento será feito com interrupção abrupta do remédio ou se as doses serão reduzidas gradativamente, conforme o perfil de cada um.

A piora das dores de cabeça e a transformação delas em enxaqueca crônica é detectada não apenas pela intensidade das dores e da frequência. Associada a elas existem outros sinais, como ansiedade, irritação e cansaço.4

Um outro ponto que leva ao uso excessivo de medicamentos é que o diagnóstico da enxaqueca é complexo e algumas vezes demorado. Sob fortes dores, o paciente acaba se excedendo nos remédios, sem conseguir esperar pelos efeitos do tratamento que foi indicado pelo médico.5

Mas fique calmo, é importante lembrar que cada paciente tem uma experiência e gatilhos diferentes quando lida com a enxaqueca. O efeito da dor por uso excessivo de remédios não é causado por todos os tipos de medicamentos e que o período de uso caracterizado como excessivo também muda entre as classes terapêuticas.1 Conversar com o médico é fundamental, e o neurologista é o especialista certo para indicar e tratar a doença.3

E quando procurar um neurologista?

Se você se reconhece nestes sintomas, é porque é hora de consultar um neurologista. Aproveite para anotar as respostas para as perguntas abaixo e levar estes pontos na sua consulta!

  • Com que frequência sua dor de cabeça acontece ao menos dois dias por semana6
  • Você tem de tomar analgésicos sempre que esta dor aparece6
  • Você precisa tomar mais do que a dose recomendada para aliviar a dor6
  • O padrão da dor de cabeça muda6


Referências

1. American Migraine Foundation. Top 10 migraine triggers and how to deal with them. Disponível em: https://americanmigrainefoundation.org/understanding-migraine/top-10-migraine-triggers-and-how-to-deal-with-them/ Acesso em julho de 2019.
2. MedPage Today. Medication overuse headache: is it overblown? Disponível em: https://www.medpagetoday.com/meetingcoverage/ahs/76467 Acesso em julho de 2019.
3. Migraine.com. Migraine headaches doctors. Disponível em: https://migraine.com/migraine-headaches-doctors/ Acesso em julho de 2019.
4. American Migraine Foundation. Medication Overuse Headache. Disponível em: https://americanmigrainefoundation.org/resource-library/medication-overuse-headache-2/ Acesso em julho de 2019.
5. Drauzio Varella. Como funciona o tratamento preventivo da enxaqueca. Disponível em: https://drauziovarella.uol.com.br/geral/como-funciona-o-tratamento-preventivo-da-enxaqueca/ Acesso em julho de 2019.
6. Mayo Clinic. Medical overuse headaches. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/medication-overuse-headache/symptoms-causes/syc-20377083 Acesso em julho de 2019.