2-4-o-que-seus-dentes-tem-a-ver-com-enxaqueca

Além do neurologista, que te ajuda a saber se sua dor de cabeça é ou não enxaqueca, é bom lembrar que há outros profissionais da saúde que também podem auxiliar na busca pelas causas da dor. Um deles é o dentista.

É fácil entender a razão: em muitos casos a enxaqueca está associada a dor na articulação de mandíbula e crânio, sendo que pacientes com enxaqueca crônica têm o triplo de chances de sofrer de bruxismo, fenômeno que pode estar relacionado a uma disfunção temporomandibular (DTM).1,3

Será que você também sofre de bruxismo?

Ranger os dentes e apertar as mandíbulas – fenômeno conhecido como bruxismo – é uma manifestação de ansiedade e estresse, que acontece durante o sono e as vezes até mesmo durante o dia.2 Além de problemas como o desgaste e fraturas de dentes, este hábito pode se transformar num gatilho para vários tipos de dor de cabeça e enxaquecas, sobretudo as chamadas dores de cabeça tensionais.2

Nesses casos, o tratamento, que pode envolver medicamentos, uma placa dentária ou oclusal para ser usada durante a noite, ou ainda fisioterapia orofacial, que deve ser feita em conjunto pelo neurologista e o dentista, ajudam a diminuir as dores e a proporcionar mais qualidade de vida.3

Na dúvida, procure sempre um neurologista – e um dentista também!


Referências

1. Jornal da USP. Ciências da saúde. Disponível em: https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-da-saude/enxaqueca-esta-associada-a-dor-na-articulacao-da-mandibula-com-o-cranio/ Acesso em outubro de 2019.
2. The Migraine Trust. Jaw tension in migraine and other headache disorders. Disponível em: https://www.migrainetrust.org/about-migraine/trigger-factors/jaw-tension/ Acesso em outubro de 2019.
3. Sociedade Brasileira de Cefaleia. Dor de cabeça e bruxismo. Disponível em: https://sbcefaleia.com.br/noticias.php?id=442 Acesso em outubro de 2019.