Avaliando a progressão da esclerose múltipla… Através dos seus olhos

Avaliando a progressão da esclerose múltipla…  Através dos seus olhos

Como se diz “Os olhos são o espelho da alma”. Essa frase já foi atribuída a grandes personalidades históricas, como Cícero e William Shakespeare, mas o que eles não sabiam é que os olhos são também uma janela muito útil da nossa saúde, especialmente no que diz respeito à esclerose múltipla.

A esclerose múltipla é uma condição crônica que afeta o sistema nervoso central (SNC), particularmente a forma como o cérebro e a medula espinhal funcionam. Na esclerose múltipla, uma inflamação destrói a bainha protetora em torno dos neurônios, chamada de mielina, e impede que eles funcionem adequadamente. Como resultado dessa inflamação que danifica a bainha, a forma como o cérebro se comunica com o resto do corpo é afetada.

Um dos nervos mais atingidos pela esclerose múltipla é o nervo óptico, que carrega informação visual da parte posterior dos olhos (a retina) para o cérebro. Ao contrário das demais células nervosas do cérebro, que estão cobertas pela mielina protetora, as fibras nervosas na retina não têm essa camada e, por isso, são mais susceptíveis aos danos.

A neuromielite óptica pode ser um indicador precoce de esclerose múltipla

A inflamação do nervo ótico – uma condição conhecida como neuromielite óptica – pode ser um indicador precoce de esclerose múltipla. Ela pode resultar em alterações na visão, apesar de os sintomas variarem de pessoa para pessoa. Algumas pessoas apresentam visão turva, outras podem perder completamente a visão. Há também quem manifeste um ponto cego ou turvo no centro da visão. As cores também podem parecer mais escuras ou desbotadas, as luzem parecem piscar, e mover os olhos pode ser doloroso.

Apesar disso tudo ser assustador, as vezes esses sintomas desaparecem após algumas semanas. No entanto, se seus sintomas forem particularmente graves, é possível que seu médico prescreva esteroides em comprimido ou gotas, com o objetivo de acelerar sua recuperação. E, obviamente, é fundamental que você consulte um médico oftalmologista.

O oftalmologista irá anotar seus sintomas e depois examinar seus olhos. O inchaço no nervo óptico pode ser facilmente observado com a ajuda de um oftalmoscópio. Se for diagnosticada a neuromielite, seu oftalmologista poderá pedir que você consulte um neurologista, além de querer saber quando seus sintomas começaram e se você já teve alguns sintomas neurológico antes.

O neurologista também poderá fazer vários testes para avaliar o funcionamento do nervo óptico, bem como uma ressonância magnética para buscar outros sinais de inflamação ou danos nos nervos. Ao longo de 15 anos, metade das pessoas que manifestam neuromielite óptica desenvolvem esclerose múltipla, por isso, é preciso ter algumas certezas. O diagnóstico precoce da esclerose múltilpa é muito importante, pois permite que os médicos tomem medidas necessárias na tentativa de reduzir os eventuais danos que a doença pode causar no cérebro.

Muito além do diagnóstico: é possível medir a progressão da esclerose múltipla através dos olhos?

Se você já recebeu o diagnóstico da esclerose múltipla, então as alterações em seus olhos podem fornecer pistas valiosas sobre a progressão da doença ao seu neurologista. Um estudo da universidade de medicina de Hopkins usou uma tecnologia de escaneamento, conhecida como tomografia de coerência óptica, para medir as alterações na retina de pessoas com esclerose múltipla. Os pesquisadores descobriram que pessoas com surtos recorrentes e que demonstram progressão da incapacidade tiveram estreitamento de retina muito mais rápido do que os pacientes de esclerose múltipla que não tiveram surtos. Isso sugere que a tecnologia de escaneamento pode ser uma ferramenta útil para os neurologistas avaliarem tanto a eficácia de um tratamento, como a progressão da doença propriamente dita.

Independentemente de você ter ou não alterações na visão, é importante cuidar de seus olhos e fazer exames periódicos. Se você notar qualquer sintoma, deve falar com seu oftalmologista ou neurologista imediatamente. Quanto mais cedo estas alterações forem detectadas, mais rápido você pode começar o tratamento. Podemos nunca descobrir quem de fato disse a frase “os olhos são o espelho da alma”, mas acho que todos concordariam.


*Os blogueiros do Vivendo como Você (Living Like You) são financeiramente compensados, considerando um valor de mercado pelas horas dedicadas. O pagamento aos blogueiros de forma alguma interfere no conteúdo que escrevem, nas opiniões ou perspectivas da vida com esclerose múltipla.


Referências

1. Living Like You. Assessing MS progression… Through your eyes. Disponível em: http://www.livinglikeyou.com/en/stories/detail/assessing-ms-progressionthrough-your-eyes. Acesso em junho de 2019.

Veja mais em: Vivendo como você

saiu na mídia

Notícias Relacionadas