Sexo e Esclerose Múltipla

Sexo e Esclerose Múltipla

O sexo pode te induzir ao suor pelos melhores motivos, mas quando você pensa em sexo e na esclerose múltipla, pode descobrir que está suando por motivos errados, particularmente, o estresse. Você quer fazer sexo e quer deixar seu parceiro satisfeito, mas às vezes você sente que a esclerose múltipla te quer celibatária para o resto da vida, por conta dos sintomas não tão sexy que te deixam para baixo.

Vários artigos por aí fornecem aqueles conselhos “blá blá blá” que sugerem que, em vez de sexo, você deve aproveitar um piquenique romântico. Claro… Vamos fazer amor ao olhar para os olhos um do outro durante três horas… quando nossas paredes vaginais estiverem mais secas do que o deserto do Saara! Que tal… Não! Para aqueles que esperam um pouco mais de agitação do que isso, sejamos honestos (como se já não fôssemos!) e vamos falar sobre sexo e esclerose múltipla.

Mas estou exausta!

É justo. A fadiga é o maior problema da esclerose múltipla e pode fazer desaparecer seu desejo de ter sexo, tão rapidamente quanto um piscar de olhos. Como você mantém sua vida sexual excitante quando sua energia diminui? A triste verdade é que o sexo pode ter de ser programado para as horas do dia em que você se sente mais descansada. Sim, estamos cientes de que o sexo, em sua forma ideal, é espontâneo. Mas também temos certeza de que seu parceiro vai concordar que algum sexo é melhor do que nenhum sexo! Experimente de manhã, quando normalmente temos mais energia. Além disso, uma boa sessão pela manhã é sempre uma forma bacana de começar o dia.

EXPERIMENTE ter sexo com espasticidade!

OK, OK, já sabemos! A espasticidade pode ser uma barreira dolorosa para uma vida sexual satisfatória de uma pessoa com esclerose múltipla. Os espasmos da perna e do pé no meio de uma relação sexual podem ser dolorosos e muito constrangedores. E que tal fazer experiências tentando novas posições? Certas posições podem aliviar a espasticidade. Mas você só saberá se tentar! Além disso, dificilmente o parceiro se importará de experimentar. E claro que não tem problema em começar relaxando os músculos. Pedir uma massagem para seu parceiro é uma excelente forma de relaxar o corpo e entrar no clima. Temos quase a certeza que seu parceiro atenderá seu pedido. Se não, sugerimos que você o mande embora!

Não se trata apenas de sexo, mas de bom sexo

Você pode não gostar de falar sobre isso, mas um sintoma comum da esclerose múltipla é a dificuldade em atingir o orgasmo. Não quero entrar muito no campo científico, mas a excitação sexual começa no sistema nervoso central, quando o cérebro envia mensagens para os órgãos sexuais e também para as vias nervosas. A esclerose múltipla pode mudar essas vias (não literalmente!) e dificultar o envio das mensagens sexuais para onde precisam ir. Obrigada esclerose múltipla, agradeço por mais essa.

Mas não é impossível ter um orgasmo, e há várias coisas que você pode fazer para tentar aproveitar o sexo ao máximo. Um aviso: estou pronta para falar de lubrificantes e brinquedos sexuais. Talvez você fique vermelha!

Como dizem sobre a libido, se você não usar, pode acabar perdendo. Se você é uma mulher com esclerose múltipla que quer ter sexo, mas sofre com a vagina seca, experimente usar muito lubrificante. Compre alguns frascos e seja generosa. Nunca é demais, certo?

Usar brinquedos sexuais é outra excelente forma de assumir controle de sua vida sexual e descobrir coisas que te fazem sentir bem sozinha, e com seu parceiro. De acordo com a National MS Society, dos Estados Unidos, “tanto homens como mulheres e seus parceiros com EM podem aproveitar meios alternativos de estimulação sexual, como o uso de um vibrador, para superar a eventual lentidão na excitação ou perda de sensibilidade.” Bom, foram eles que disseram, não nós!

As conversas difíceis

Há vários aspectos desconfortáveis e embaraçosos sobre o sexo com esclerose múltipla. Mas ter conversas abertas e honestas com seu parceiro só vai tornar as coisas melhores. Pode não parecer extremamente excitante aqui neste post, mas dizer ao seu parceiro o que você precisa e quais são seus medos pode melhorar muito o sexo, tanto para você quanto para ele.

Muitas vezes, nossas inseguranças são apenas… nossas. Refletem a forma como sentimos sobre nós mesmos, mas será que refletem o que os outros acham de nós? Não necessariamente. Você se lembra do personagem de John Slattery em um dos episódios da série Sex and the City (Sexo e a Cidade), “Politicamente ereto”? A honestidade sobre nossa condição nos ajudar a considerar só aquilo que realmente importa.

Resultado final: nunca desista!

Se o sexo é uma parte importante de sua vida, deixá-lo para trás não é solução. Seus pais e professores já te contaram, certo? “Se na primeira vez você não tiver sucesso, tente e tente novamente.” Bom, provavelmente nunca imaginaram a frase sendo usada nesse contexto, mas ela não poderia ser mais verdadeira do que aqui. Continue tentando, continue conversando e continue pesquisando o que dá certo para você.

Com isso, esperamos que esse post tenha motivado você a ter uma noite e uma semana divertida!


*Os blogueiros do Vivendo como Você (Living Like You) são financeiramente compensados, considerando um valor de mercado pelas horas dedicadas. O pagamento aos blogueiros de forma alguma interfere no conteúdo que escrevem, nas opiniões ou perspectivas da vida com esclerose múltipla.


Referências

1. Living Like You. Sex & the sclerosis. Disponível em: http://www.livinglikeyou.com/en/stories/detail/sex-and-the-multiple-Sclerosis. Acesso em junho de 2019.

Veja mais em: Vivendo como você

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver mais
Ver mais